A poesia de Eloísa

Recebemos essa poesia da interna Eloísa. Além de ser maravilhosa, achamos que deveríamos compartilhar com vocês também:

  SER CEGO

           Waldin de Lima
                18-02-2006

Ser cego é olhar o céu sem ver a estrela
Nem enxergar o azul do firmamento…
É crer na luz que ilumina o aposento…
Usá-la… Sem, contudo, percebê-la…

É contemplar a Ninfa e bela vê-la
No céu azul do próprio pensamento!
É entender que o Homem tem o seu talento
Além da vista, sem desmerecê-la…

É acordar sempre na hora matutina
Sem ver a luz que a todos ilumina
E seguro partir para o labor!

Ser cego é notar longe, sobre os montes,
Nas planícies, depois dos horizontes,
A esplêndida beleza de uma flor!…

Um comentário sobre “A poesia de Eloísa

  1. CONVITE ESPECIAL

    Venho por meio deste email convidar você em especial para participar de nosso Espaço Literário, onde centenas de escritores já contribuem com seus lindos e emocionantes textos.

    Será uma honra ter sua participação.

    Visite o site. Conheça nossa Rede Social de Conhecimento.

    https://www.efuturo.com.br/saladeleitura

    SITEMA GRATUÍTO..

    Qualquer dúvida estaremos sempre ao seu lado.

    Equipe https://www.efuturo.com.br
    Cláudio Joaquim dos Santos Braga
    Responsável

    https://www.efuturo.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s